21/08/2017

Quisera arder...

Morrer de amor na calma
do desassossego

Pois não é a você que ardejo
Entranho a alma do corpo
objeto de desejo

É o reflexo do meu desenredo;
― oceanos de onde a dor
arquejo


h.f.
21 ago./2017


20/08/2017

Sem fim

(...) mas eu tenho o direito de gostar sem que gostem de mim,
e também o de chorar, que não se negue a ninguém.

Maria José
(heterônimo de F. Pessoa),
em Carta ao Sr. António.


Era um amor
tão bonito...
tão lindamente
sentido...

Não deveria
ser permitido
amar assim

tão 
sem

fim


h.f.
20 ago./2017


19/08/2017

Puxadinho

Sonhava
um cantinho
de inutilidades
e alinhos
no quintal

Acabou
com um
puxadinho
multi-
funcional

Prioridades, às vezes, mudam...


Penélope,
19 ago./2017


É de sua natureza

O poema
às vezes
vem
medíocre

É de sua
natureza
ser
medíocre

Ainda que
o poeta

com 
destreza
afeto

o verso
lapide

pouco
o redime


Penélope,
19 ago./2017


18/08/2017

Não preciso

Um dia,
não preciso
quando,

escreverei
"Cartas
a Fernando"


Penélope,
18 ago./2017


Na poesia,

como n'outra 
espécie escrita
 ficcional
ou científica,

há o tempo
das cheias 

das estiagens

Em todas
essas paragens,

hiatos 

me 
      
(des)fazem


h.f.
18 ago./2017


16/08/2017

Não convém

Não houve tempo
para um
reconhecimento

Não convém
contrariar
a (des)ordem
do vento


Penélope,
16 ago./2017


Se ela voa

Não se escolhe
uma imagem (poética)
à toa

Acolhe a sua poesia
se ela voa


Penélope,
15 ago./2017


De que é feita

Nem toda espera
se alcança...

Mas de que é feita
a quimera

sem esperança?


Penélope*,
13 ago./2017



*Voz heterônima de Hercília Fernandes, em sua nova página no Twitter.

Fiz-me

Rasquei fotografias

Devolvi presentes
― alguns pouco funcionais
outros, atraentes

Fiz-me anúncio de mulher

solteira 
feliz 

procura

na esteira da (im)própria 
cura


h.f.
15 ago./2017


15/08/2017

Quero uma solidão...

Um silêncio que me diga,
antes que a tarde contra-
diga,

por ser_tão 
arde
em nós


h.f.
15 ago./2017


10/08/2017

Só por hoje,

abraçaria esse
silêncio
que tanto bem 
mal me fez

resistiria

só mais uma 
outra nova 
velha

vez


h.f.
10 ago./2017


07/08/2017

Vão

Quando penso que você
existe

n'algum vão adormecido

do meu
ser

nada poderia ser_tão
triste

quão aquecido querer


h.f.
6 ago./2017

... and all I have to do is think of her". 


"O sonhador, em seu devaneio, não consegue sonhar diante de um espelho que não seja profundo."

(Gaston Bachelard)