13/12/2016

Só desaguar

E deu um nó na garganta
Uma vontade de chorar...

Quisera ser um rio
E só desaguar em meio
ao estio.


h.f.
13 dez./2016


11/12/2016

Mal me atravessa

Não me interessa
o seu estado
mínimo

Sentimento tem
pressa
e se expressa
inteiro

Sua conversa
mal me atravessa
janeiro


h.f.
11 dez./2016


Gente que gosto

Gente intensa
não nega a força
do sangue correndo
nas veias
Sequer coagita esconder
o que sente

Como gosto desse tipo
de gente...


h.f.
10 dez./2016


10/12/2016

Alô, a lua, amor

A coisa era tanta
que não sabia tomar
partido do celular

A simples ideia já
lhe fazia doer o ouvido
Já lhe fazia corar

(Alô, a lua, amor...)


h.f.
10 dez./2016


19/11/2016

Não adianta

Não vou mais cair
em seu jogo:
Dançar sua música
Mendigar seu apoio

Não adianta sacudir
o que é morto
Se trouxer a lenha,
lhe nego o fogo.


h.f.
19 nov./2016


14/11/2016

Ainda que...

Não quero
nem mesmo poderia
lhe esquecer...

Saíssemos nós do zero,
nos perdêssemos
de A a Z


h.f.
14 nov./2016


08/11/2016

Pele

Agora que voltei à superfície,
me diga como...
Como não passar a vida
sem de fato sabê-la.

Vida é mão,
é toque

E eu quero tocar
(em) você.


h.f.
8 nov./2016


20/10/2016

É como se lhe soubesse

É como se soubesse
o sabor
da sua pele

Seu despudor
aonde quer que ele
me leve

O amor com qual
me despe

É como se lhe soubesse...


h.f.
20 out./2016


17/10/2016

Por que haverias de querer

E por que haverias
de querer
alguém assim...
tão carente
e descrente de si?

Por que haverias
de querer
o que não pertence
nem mesmo a mim?


h.f.
17 out./2016


28/09/2016

Tão somente

Cê vai sentir...
Não tenho como
evitar...

Pudesse, ser-lhe-ia
tão somente
sim

Ainda que (sentisse
que) não...


h.f.
28 set./2016



25/09/2016

Horizonte

Sempre me perco
olhando pro infinito
Mania minha...
de não mirar além
do próprio umbigo.


h.f.
24 set./2016


24/09/2016

Preciso de você

Não é qu'eu precise
de vinho
entorpecente
qualquer motivador...

Necessito do seu amor.


h.f.
24 set./2016


23/09/2016

Que venhas viril

Cansei de silêncios
– de formas veladas
de negar o óbvio.

Cansei do que é sutil,
supostamente dócil.

Se me quiseres,
que venhas viril...
naturalmente impróprio.


h.f.
23 set./2016


08/09/2016

Insuportável

Existem os dias
de tristeza,
revolta
e até banzo

Em que a natureza
não suporta sentir
tanto...


h.f.
9 set./2016


06/09/2016

Não posso conceber

Não posso conceber
a morte

Não posso conceber
a dor

Não posso conceber
(passar) a vida

E não fazer amor
com você


h.f.
5 set./2016


28/08/2016

Não é você

Sou eu...

que sente 
a alma invadida,
dilacerada,
por uma tristeza
tamanha

impublicável...


h.f.
28 ago./2016


25/08/2016

Tempo sombrio...

Em tempo de estio,
onde o vento sopra
som_brio,


                  silencio


h.f.
25 ago./2016


18/08/2016

Minh'alma deságua em ti

Não faças tempestade
em copo d'água...

Se me afasto,
em busca de espaço,

deságua minh'alma
em teu abraço


h.f.
18 ago./2016


16/08/2016

Não é amor

Não, não é amor...
Nem da sua
ou minha parte

É o que fere
o que arde

Dor que profere
arte


h.f.
16 ago./2016


07/08/2016

P.S.

O amor
só pode ser definido
poeticamente

Sendo obra
do sentimento,
namora com a imaginação


P.S.:
Meu amor
por ti
é poesia


h.f.
7 ago./2016


05/08/2016

Era doloroso

Você partia tantas vezes
e retornava com abundâncias
até então estranhas a mim...

Era doloroso, sabia?
Não as novidades em si.
Doía a desimportância...


h.f.
5 ago./2016


Amor sem fim

Deixa eu contar
um segredo...
Não tem uma noite
que não te ame colada
ao travesseiro
Se o sono demora
a vir
Te sonho acordada,
amor sem fim


h.f.
5 ago./2016


03/08/2016

...

Quando atento
ao fim,
estou morrendo
de


h.f.
3 ago./2016


Expectativa

Se penso em nós
― no sentimento
que namora 
e não nos permite
mentir
Atento à hora
de nos alinharmos
ao fim


h.f.
3 ago./2016


01/08/2016

Da minha fragilidade

O que você não sabe
ou finge não crê
é da minha fragilidade...
Sou tão frágil
que, sob quaisquer sintomas
de saudade, não tardo
chover.


h.f.
1 ago./2016


21/07/2016

Lamento

Quando digo: "te amo"
é porque o sentimento
é vivo

Tão vivo que sinto muito
só podermos sentir.


h.f.
21 jul./2016


16/07/2016

O que é verdadeiro

Queria acreditar...
Ouvir você dizer
o que é verdadeiro

Que me amar
lhe preenche dia
mês
ano inteiro

Queria sentir que(m) é você...


h.f.
16 jul./2016


11/07/2016

Por um breve momento

Sei que dói...
E as palavras nem
sempre dão alento
Mas se, por um breve
momento, pudesse
alcançar seu coração
Ser-lhe-ia sim
Jamais não.


h.f.
11 jul./2016


03/07/2016

Só depois de

Contar-lhe-ia tudo
que quisesse ouvir
Mas só depois de...


h.f.
3 jul./2016


A gente faz

Se não for
nada disto
A gente pede
um café
e um misto.

Mas se for
tudo isto
A gente faz
até revisto.


h.f.
3 jul./2016


30/06/2016

Eu (só) queria

Perco-me
na imensidão
e na extensão
do sim

Como esquecer
o que não é
ou se teve fim?


[ Eu só queria...
Só, eu queria... 
uma história para guardar. ]


h.f.
30 jun./2016


Há um abismo

Não, as coisas não são
sentidas, apreendidas
similarmente
Entre o meu sentir
e o seu, há um abismo...
E pontes imperceptíveis
de transposição.


h.f.
30 jun./20016


29/06/2016

Que se tenha

Sempre irrealizável
invisível
inominável, até

Se amar é o que se quer
Que se tenha corpo
palavra



h.f.
29 jun./2016


É tempo de respirar

Estou no ponto máximo
de exaustão
No momento exato
em que faz surgir o sujeito 
indignado
Que não vê outra saída,
a não ser mudar o rumo
dos fatos.


...


Não, não aguento...
Também não sou
obrigado:

É tempo de respirar!


h.f.
29 jun./2016



Comer, rezar e amar

Desintoxicar

O corpo
A mente
As emoções

As dores
e as determinações
subsequentes

Permitir que a casa
"possa" respirar.


[Comer, rezar e amar]


h.f.
29 jun./2016


27/06/2016

Nesse jogo, acredito

Nem tudo pode ser
verbalizado
escrito

Carece da verdade
do olho
no olho

do riso
irrestrito

Chegará o dia
do não dito fazer
+ sentido

Nesse jogo, acredito


h.f.
27 jun./2016


22/06/2016

21/06/2016

Até nas coisas que não

Há dias em que tudo
é você
Até nas coisas que,
supostamente, não têm
nada a ver.


h.f.
21 jun./2016


20/06/2016

Há outras cores

Não entendo sua agressividade
Necessidade de me atingir
com um choque de realidade.
Sim, o mundo é cinza...
Mas há outras cores, também.


h.f.
20 jun./2016


19/06/2016

Ainda não sei

Devo ser meio
louca
ou inteira
Ainda não sei
o que é verdade
ou brincadeira


h.f.
19 jun./2016



Mais até

Sim, eu tô triste,
amor
Mais até do que
deveria.
Tá tudo tão bom...
Menos o que eu
queria.


h.f.
18 jun./2016


18/06/2016

Simples assim

Preciso de você.
Que venha morar
em mim.

Só (d)isso...


h.f.
18 jun./2016


Não há qualquer mistério

Você sabe
o que é preciso,
– até correto.
Não há qualquer
mistério.
É saber objetivo...
Para muitos, único
remédio.


h.f.
18 jun./2016


Morar em você é poesia

Acabo sempre voltando
às mesmas letras
e melodias

Morar em você
Permitir que o amor
possa florescer
é poesia.


h.f.
18 jun./2016


17/06/2016

Até a novidade...

Estamos ficando velhos,
amor.
Não sei você, falo por mim:
É tudo tão cansativo...
Até a novidade que,
por desventura, ventilo.


h.f.
17 jun./2016


15/06/2016

Sentimento ilhado

O que dói 
não é amar
e só dispor 
espera

Não é alçar 
uma realidade 
que venta 
ora vulnera

O que dói
é o silêncio
compartilhado

O amor
por sentimento 
ilhado

esquenta,
congela...



h.f.
15 jun./2016



30/05/2016

Tem dia

Tem dia que não se sente
nada
 É como se não houvesse
amor

Tem dia que se sente tudo:
desejo, ternura...
Numa mistura de medo
e dor.


h.f.
30 maio./2016



Um novo riso

Mas talvez a beleza
resida nisto:
"na paisagem gasta,
um novo riso".


h.f.
28 maio./2016



Ponho fé nas manhãs

Porque o que é hoje
não é o que foi ontem
nem o que será amanhã

Ainda bem...
Ponho fé nas manhãs.


h.f.
28 maio./2016



23/05/2016

Red and blue

Ele me pintou em red
and blue

Tocou
(como ninguém jamais 
ousou)
a minha alma.


h.f.
22 maio./2016




*Para alentar: Annie Lennox, A Whitter Shade of Pale. Cenas do capítulo Lições de vida. Filme: Contos de Nova Iorque.


A dor que sentes

Não me agrada
alentar a tua tristeza
A dor que sentes
não me é estranha...
É estranheza.


h.f.
21 maio./2016


22/05/2016

Sim, ela (a dor) existe

Há quem não sinta
beleza na dor
Assim como o espinho
é para a flor,
é a tristeza para o amor
Sim, ela (a dor) existe...
Triste é tentar negá-la.


h.f.
22 maio./2016



16/05/2016

De a ti amar

A tristeza hoje
me invade
tal a certeza
da impossibilidade
de a ti amar
com fogo, urgência
e paladar.


h.f.
16 maio./2016



27/04/2016

Até o sentir

Mas talvez a caminhada
tenha chegado ao fim
Até o sentir perde a graça
se não tem possibilidade
de...


h.f.
27 abr./2016


26/04/2016

Marcadas ficam as entradas

Nossos caminhos são indiretos...
O sentimento que namora
não deixa pegadas
sobre o trajeto das caminhadas
Mas marcadas ficam as entradas 
desse amor que demora 
E, ao que (me) parece,
perece por não poder
(ou dever) 
chegar ao fim


h.f.
26 abr./2016


10/04/2016

A vida que (não) quero

Não quero uma vida
categorizada numa somatória
de ausências...

Quero uma vida em que a falta
é dado e uma noção aleatória
a palpáveis vivências.


h.f.
10 abr./2016



09/04/2016

Amo assim

Evitei seu olhar...
Diante do seu toque
– súbito gesto de carinho
Amo assim... de fininho
Colhendo as flores
do caminho
Sentindo a face corar.


h.f.
8 abr./2016



07/04/2016

Em mim fazendo

Então tá...
fica assim combinado:
você me sendo
em mim fazendo
(um) amor iluminado.


h.f.
7 abr./2016


06/04/2016

Sei a falta

Estranhamente,
tem evitado olhar-me
nos olhos...
Será que o vento gabou-se
do meu convencimento?
Não sei...
Sei a falta que sua beleza
me faz.


h.f.
6 abr./2016


04/04/2016

A cada toque

Um amor assim
devia ser regado
vivido
cultivado a cada
toque (in)devido
das manhãs


h.f.
4 abr./2016


03/04/2016

Até o amor


tá tudo por um triz
até o amor que tão
bem (mal) me quis


h.f. | 3 abr./2016


Ele tem estrelas no olhar

Não é só um conjunto
harmonioso de ossos
e músculos:
tem estrelas no olhar
Quando nossos olhos
se cruzam, 
posso tocá-las...


h.f.
3 abr./2016


02/04/2016

Ele não aguenta...


Sinto quando busca o meu olhar. Para não desencorajá-lo, finjo que nada percebo. É um deus grego... Tão bonito que provoca-me até medo. Um ou outro dia, ignoro a sua existência. Ele não aguenta... Narciso que é, precisa estar diante do espelho. Faço-me turva... Ele não aguenta. É um jogo... Um jogo de ausência-presença. Sua força é a beleza. A minha, a inteligência. Impedido de contemplar a beleza que se multiplica de sua própria aparência, arranco-lhe a força. E ele não aguenta...


h.f.
2 abr./2016 




 *Imagem: Narciso. Benczúr Gyula (1881).

  

16/03/2016

Infância

Quero uma imagem idílica
 bucólica
Ninar o bem perdido
numa linguagem simbólica

Quero o son(h)o da razão...


h.f.
16 mar./2016


Cê sabe...

"Quando ela se aproximou da mesa, [...]
sentiu o cheiro almiscarado de um animal selvagem
no cio".


Cê sabe...
Às vezes se quer uma expressão
almiscarada
Dessas que chegam com marcas no papel
E jogam ao léu a corporalização
desejada.


h.f.
16 mar./2016


10/03/2016

De todos

De todos os sonhos
e esperas,
você é a verdade
na materialidade 
das minhas quimeras


h.f.
10 mar./2016


09/03/2016

Ainda

Ainda resisto a vontade
de dizer eu te amo

De expressar o sentimento
que é seu
e continua tamanho

Ainda vivo com pouco
e sinto tanto:

espanto


h.f.
9 mar./2016


05/03/2016

Ao lado e tão distante...

Evitei ouvir sua voz,
seu chamado,
por incontáveis dias.

Não sei viver ao lado
e tão distante da sua
geografia.


h.f.
5 mar./2016


19/02/2016

É complicado...

Amar não é complicado...
Complicado é tanto sentir
num porvir incerto
previamente acabado.


h.f.
19 fev./2016


Em mim e além de mim

O mar é logo ali...
Acalento.
Afundo.

A nau é frágil...
O sentimento além de mim:

profundo.


h.f.
19 fev./2016


12/02/2016

Ano a ano

Me tira o sono
a objetividade
o prumo

Só não me tira
a vontade
que coleciono.


h.f.
12 fev./2016


21/01/2016

Entre seus dedos

Uma canção italiana
talvez diga-me mais hoje
do que uma inquietação
nietzschiana

 há conflitos nada superiores...


h.f.
21 jan./2016


"O sonhador, em seu devaneio, não consegue sonhar diante de um espelho que não seja profundo."

(Gaston Bachelard)